O filme de animação Meu Malvado Favorito 3, dirigido por Pierre Coffin e Kyle Balda, vem conquistando não só as crianças, mas também os adultos, com suas hilariantes aventuras, personagens envolventes e pelo inesquecível humor. A primeira saga da trilogia estreou em 2010 e foi um sucesso instantâneo, seguindo dela, vieram outras duas animações que fecharam com chave de ouro a história do Gru e os Minions.

A produção cinematográfica tem seus personagens marcantes: o vilão Gru, suas filhas adotivas, Margo, Edith e Agnes e, é claro, os famosos Minions, auxiliares fiéis de Gru. Meu Malvado Favorito 3, traz inovações para o enredo, como a descoberta de um irmão gêmeo de Gru chamado Drew. Além de Drew, temos a volta do vilão Balthazar Bratt, um ator infantil frustrado que se encontra no topo de seus planos malignos.

Não é apenas a trama que torna essa animação algo especial, é também a produção e o trabalho envolvido que merecem a nossa atenção, começando pela população de Minions que foi criada e desenvolvida ao longo da franquia, agregando novos personagens, como os Minions Judeus, Ninjas e seus irmãos gêmeos. Além disso, técnicas de animação aprimoradas foram utilizadas para tornar tudo mais real e veemente.

Um dos pontos mais destacáveis da trilogia Meu Malvado Favorito é o carisma de seus personagens. Cada um deles tem uma essência bem peculiar, mas que se enquadra perfeitamente ao enredo da saga, sem exageros, sem sobras, sem nenhuma desconexão. É tudo bem harmônico e fluído.

A trilogia Meu Malvado Favorito demonstra ser uma obra da animação fantástica, com produções surpreendentes, enredos divertidos e personagens inesquecíveis, é fácil concluir que essas animações são um grande marco no mundo das animações. E em Meu Malvado Favorito 3, temos um final digno e merecido para essa trilogia tão querida pelos fãs.